CASA BELA - MÓVEIS E ELETRODOMÉSTICOS

Pesquisar este blog

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Final de semana violento em Araioses-MA

O pequeno Raul Heverthon, primeiro a esquerda junto com seu irmão Luís Diogo e Pedro Lázaro com seu pai em leito do Hospital Dirceu Arcoverde

Araioses amanheceu hoje de luto e em estado de choque por conta do assassinato de um inocente por volta das nove da noite de ontem (23), que foi assassinado pelo próprio pai, que tentou o suicídio em seguida.


O crime bárbaro que jamais será esquecido, ocorreu em uma residência, ainda em construção, no bairro Nova Conceição a menos de um quilômetro de distância da subestação de energia elétrica da CEMAR de Araioses.


Francisca Maria Silva Cruz

A vítima foi o pequeno Raul Heverthon de dois anos e cinco meses que foi assassinado com um golpe de faca pelo seu pai, Paulo James da Silva de 28 anos.


Na ocasião Paulo ainda esfaqueou Pedro Lázaro, seu enteado de 9 anos e se envolveu em luta corporal com seu sogro Pedro Chaves Rodrigues Cruz, conhecido como Pedro Padre. Outro enteado, Luís Diogo de 5 anos conseguiu escapar da fúria assassina de Paulo, ao se esconder debaixo de uma cama, sob uns lençóis.

Paulo James da Silva

Pedro Lázaro já se submeteu a uma cirurgia no Hospital Dirceu Arcoverde em Parnaíba e encontra-se fora de perigo.


Depois de cometer os crimes, Paulo saiu em disparada na direção da subestação da CEMAR, que fica a pouco menos de um quilômetro do local. Segundo relato de Valmir Oliveira Fernandes, que mora nas proximidades, ele subiu em um poste da empresa e ao pegar num dos cabos de alta tensão levou uma violenta descarga elétrica, que o jogou no chão, caindo dentro de um buraco.

Ainda segundo Valmir, uma viatura da polícia passou algumas vezes na localidade, mas só deu conta do ocorrido, ao ouvir os gemidos do Paulo que logo foi algemado, porém, diante do seu estado grave, com fraturas nas pernas, o levaram para Parnaíba/PI, onde veio a óbito às três horas da manhã de hoje( 24) 

Casal vivia em constantes conflitos


Pedro Padre, avô dos meninos, explica para uma equipe de TV de Parnaíba sua luta corporal com o pai e assassino do pequeno Raul

Paulo James da Silva, era casado há quatro anos com Francisca Maria Silva Cruz, mãe das três crianças, sendo que apenas Raul era filho dos dois, e Luís Diego e Pedro Lázaro de um relacionamento anterior. 


Francisca Maria, disse ao blog do Daby Santos, que o relacionamento deles era muito complicado, que ao longo dos últimos quatro anos, já tinham se separado e voltado mais de dez vezes. Ela alega que ele era muito ciumento e que era comum eles saírem para lugares diferentes, onde ele dançava com outras mulheres e ela com outros homens, mas tudo dentro do respeito da parte dela.


Muita gente foi a velória da criança na Rua Santa Teresinha


Ontem, ela disse que tinha saído para fazer umas vendas e que desde cedo sabia que ele estava bebendo com os amigos em um bar no povoado Barreiras. Ela foi para lá e tiveram umas discussões, chegando as agressões físicas de ambas as partes, segundo testemunhas.

Segundo Francisca Maria, ele não gostava que ela fumasse e que a discussão teria começado por isso. Depois de muita conversa, ele saiu de lá jurando que ia matar os filhos dela e dele. Alguns amigos, disseram que isso não iria ocorrer, dele matar o próprio filho.

Ela ainda ficou no bar por alguns minutos e depois resolveu voltar para casa, encontrando um filho morto e recebendo a notícias que o outro estava ferido. 

Pedro Lázaro, mesmo esfaqueado saiu pela rua gritando por socorro. Sendo socorrido encaminhado para o hospital da cidade. 

o crime chocou profundamente toda a cidade, principalmente pelo fato de envolver crianças inocentes e indefesas. e repercutiu nas mídias de toda a região. 


Segundo Valmir, Paulo James subiu no poste do meio…

e lá em cima pegou no cabo de alta tensão…

levando uma violenta descarga elétrica que o fez cair em um buraco

Fonte: Blog do Daby Santos/ edição Neto Pimentel


Nenhum comentário:

Postar um comentário